quinta-feira, janeiro 26





Ha poucos anos atras eu ainda estava enlouquecida, trabalhando um monte e vivendo no mundo coorporativo sem dar nenhuma atencao pro resto da minha vida.

E no meio dessa roda viva, acabei indo parar na celebracao de fim de ano da empresa.

Todos os gerentes foram convidados para uma "noitada"- ninguem sabia exatamente o que iria acontecer, mas todos os anos a gente saia da festa cheios de historias para contar.

A empresa alugou um onibus e nos levou para uma cidade vizinha, onde um fazendeiro super criativo inventou um labirinto mal assombrado, no meio do seu milharal.

Gente de todas as idades e de muitas cidades vao la se divertir, e o tal fazendeiro e tao sabido que ele tambem pegou um barracao velho e converteu num "barracao fantasma".

E mais ou menos como um trem fantasma, sem trem. Mas com muitos fantasmas. Voce vai andando por um corredor, de ambiente a ambiente, e os monstros te atacam, correm atras de voce coms erra eletrica, se jogam no seu caminho, gritam, xingam, jogam coisas. O negocio e muito bem feito, a maquiagem dos atores e perfeita, da pra voce ter pesadelos por anos consecutivos depois desse passeio basico.

Pois la estavamos nos, na nossa festinha coorporativa, passeando pelo barracao. O corredor nao e muito largo, entao nos tinhamos que andar em fila indiana - e na minha frente ia um amigo querido, super fofo. E medroso. Cuzao mesmo.

Ele gritava, surtava, se agarrava no braco de quem estivesse perto. Estava dando mais show que os artistas contratados.

Ate que um monstro mais sabidinho pulou sabe-se la de onde, com uma moto serra, bem na frente dele. O cara levou um susto tao imenso que ele se jogou pra traz, caiu no chao e se agarrou na barra da minha calca.

Se agarrou na barra da minha calca que tinha elastico na cintura. Basta dizer que nao foi so o fulano que foi parar no chao. Minha calca foi juntinho com ele. Recebi muitos elogios pelo fio dental vermelho que eu estava usando aquele dia.

E fiquei mais brava do que todos os monstros do barracao ... 

*****************************************************************

A few years ago I was still working like mad, living the  corporate world without paying much attention to the rest of my life.

And in the midst of this treadmill, our company decided to take us out to celebrate Xmas and New Year's. 
All managers were invited to a "night out" - and no one knew exactly what would happen, all we knew was how good the previous parties have been. 
The company rented a bus and took us to a nearby town, where a farmer had put together a super creative haunted maze in the middle of his cornfield.
People of all ages and from many cities go there to have fun, it is so well known he expanded the haunted business and also created a "haunted shed".
It is more or less like a ghost train, without the train. But with many ghosts, monsters and alike. You walk down these corridors which are totally decorated, and the monsters attack you, run after you with saws, throw themselves on your way, scream, curse, throw things at you.
The  place is amazing, made up very nicelly and quite realistic, the actors make up is so perfect  you will probably have nightmares for years after this ride.
So there we were, having our party, strolling through the shed. The corridor is not very wide, so we had to walk in single line - and in front of me was a dear friend, who I really like. But he is a wuzz.
He screamed, freaked out, was always clinging to someone's  arm.
We were all finding it funny.Until a monster jumped out of nowhere, right in front of him.
My friend had the fright of his life. He stumbled backwards, fell on the floor and trying to recover, he grabbed the hem of my pants. My pants that had an elastic waist. Suffice  to say my friend was not the only "thing" that ended up on the floor. My pants went straight down with him.
I got angrier than all the monsters of the shed ...







14 comentários:

  1. É o que eu digo Inaie, um dia vc ainda vai escrever um livro com as fantásticas histórias que conta aqui...moral desta história: nunca, mas nunca mesmo, descurar a lingerie...
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Inaie, você é um "barato". Deve ser super divertido fazer um passeio na sua companhia.
    Adoro ler suas histórias e o modo como as escreve.
    Bjos.
    Manoel.

    ResponderExcluir
  3. Inaie
    Sua vida dava um belo livro, viu?? Hilário demais.. estou aqui me acabando de rir. Essa festinha deu muitos cometários depois , não foi?
    uma bela sexta, bjoss

    ResponderExcluir
  4. Pelo que você narrou, deu até vontade de conhecer a tal fazenda.

    Divertido!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ah e eu sei de onde veio esta historia ;)

    ResponderExcluir
  6. Primeiro gostaria de agradecer a sua visita em meu blog. Segundo...Uau... Que festinha movimentada ein!!!Bjs

    ResponderExcluir
  7. Inaie, você deveria escrever um livro, eu compraria, dei risadas aqui imaginando a situação, ainda bem que estava com uma calcinha bonita e não daquelas furadas que às vezes usamos para dormir. Sabe, eu já fui em um lugar que se chamava Casa do Terror, era do "naipe" do barracão dessa fazenda, eu era adolescente e fui com meus primos, um deles se assustava toda hora, até que uma hora, assim do nada, ele resolver se atracar com "lobisomem" e começou a bater no cara e o pessoal que trabalhava na "Casa do Terror" teve que separar os dois, até o vampiro entrou na história, na turma "do deixa disso".

    ResponderExcluir
  8. Hahahahaha!!!! a do fio dental foi sensacional!!! kkkkkkkkkkkkk!!!!

    Mulher,pareceu coisa de filme brasileiro LOL!

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Queria ser uma mosquinha pra ver isso!! ooo cvomo eu queria! imagino vc catando a serra elétrica do artista e saindo correndo atras do Penélope Charmosa... e tenho certeza que sua raiva foi tanta que vc correu atras dele sem tempo de ter erguido as calças!! hahahahahah

    Beijos Inaie... depois só eu tenho histórias cheias de mico, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  10. Bem, pelo menos a festinha foi marcante.
    :)

    ResponderExcluir
  11. auhauahauha UAU fio dental vermelho? Tá arrasando hein? rs

    Kisu!

    ResponderExcluir
  12. Eu jamais usaria um fio dental vermelho. nem na praia! haushuashaushuas

    ResponderExcluir
  13. show us the red string !!

    ResponderExcluir
  14. kkkk Muito boa! Ainda bem que você estava com uma calcinha bege furada.

    ResponderExcluir