quinta-feira, dezembro 16

Ashura Day - Dia da Ashura

RELIGIAO NAO SE DISCUTE!!
Essa e uma frase que eu cresci ouvindo. Tambem nao e pra menos : sou neta de avo ateu e avo catolica. Meus outros avos sao protestantes. Minha mae nao acredita em Deus nenhum e meu pai e espirita. Melhor mesmo nao discutir religiao, nao e?

E dessa salada de frutas, o que foi que saiu?

Sai eu, que acredito no meu Deus e respeito o seu e o dos outros tambem. Nao tenho religiao, mas montei um mosaico de crencas pra chamar de minhas. Quando quero conversar com Deus, falo logo com ele ( a menos que eu tenha perdido alguma coisa, ai vou logo invocando Sao Longuinho e prometendo os tres pulinhos).

O negocio e que eu respeito qualquer religiao - e tento entende-las. Nao estou aqui para julgar as opcoes religiosas de ninguem, e nem aceito que julguem as minhas.

Acredito na bondade humana, acredito numa forca maior e acredito em energia. Acredito mais do que tudo no amor. Acho que e ele quem move o mundo...

Mas por que essa ladainha toda?

Por que eu fiquei encantada com a procissao do dia de Ashura e acabei voltando la mais duas vezes. Voltei uma outra noite, onde vi um pouco mais das mesmas coisas, e voltei ontem - o 10 dia do mes de Muharam, o dia da ashura propriamente dita.

Ja haviam me avisado que a coisa era meio diferente, que a violencia era maior e que rolava sangue. Fui conferir. Fui de coracao aberto e alma lavada.

Continuo respeitando as opcoes alheias, mas fiquei impressionada, assustada e com o estomago embrulhado com a Heida. Divido com voces a minha experiencia:

RELIGION SHOULD NOT BE DISCUSSED!

I grew up hearing this - and it could not be different. My family is a religion salad. A bit of this, a bit of that, and a sprinkle of non believers, including my mother.
And what happened to me and my beliefs? I believe in God, have a good relationship with Him and more than anything, I believe in free will and in people's right to choose their path.

I respect your religion, I respect your God, and having the opportunity, I try to learn more about what i don't know.

Living in a Muslim country I have the opportunity to rub shoulders with people that are very different from me. I get to know a different culture, I get to learn about Islam. And I try to make the best of all this moments.

On my last post, I spoke about Ashura and how impressed I was with the rituals. They were so powerful I went back there twice. I visited the Shis suburb another evening, where I saw more of the same. And today i went there during the day.

I was told today would be a hard core day. More violence, blood. And I went anyway, because I wanted to see what it is all about.

What I said about respect still stands, but I confess I felt disturbed and sad with the scenes I saw. Here, I share them with you:


Um dos grupos reencena a tragedia de Karbala, onde Iman Hussain, sua familia e seus amigos foram mortos.

One of the groups act the Karbala tragedy, where Iman Hussain, his family and friends were killed

As mulheres e criancas foram obrigadas a andar muito, sem agua

Women and children had to walk huge distances with no water

Durante essa longa caminhada que atravessou paises, os inimigos de Hussain maltratavam sua familia, batendo neles

During this huge journey, that crossed frontiers, Hussain's enemies mistreated his family, even beating them up

Todos estavam exaustos, famintos e sedentos

Everyone was tired, hungry and thirsty

E o inimigo tambem era Muculmano. Na verdade, o inimigo era primo de Hussain.

The enemy was Muslim too. To tell the truth, the enemy was a cousin of Hussain

Depois de assassinar a familia toda, suas cabecas foram decepadas e carregadas para todo mundo ver

After killing Hussain's clan, their heads were cut off and displayed to everyone




Outros grupos repetiram a procissao dos dias anteriores

Some groups repeated the "asa", the same ritual they have displayed the previous days

Varias cenas foram reproduzidas pelas ruas. Aqui, a cabeca de Hussain sangra...

Several scenes were reproduced on the streets. Here you can see Hussain's head bleeding out

E ai eu vi o primeiro homem coberto de sangue. Mas ele nao era um homem, na verdade ele nao passava de um menino.

And then I saw the first person covered in blood. The saddest thing was the fact he was not a man. He was only a boy.

Criancas muito menores tambem estavam participando da Heida ( esse menino tem a roupa manchada, mas estava completamente sao e salvo, nao tinha machucados e estava sorrindo para todo mundo)!

Young kids also participated in Heida ( this guy had his clothes stained, but he did not have a single scratch. He had no wounds and he was smiling a lot)



Alguns homens traziam o rosto sujo, e quando eu perguntei o motivo, ele me explicou que Iman Hussain caiu de rosto na lama, e todos os anos algumas pessoas reproduzem essa cena.

Some men had their faces covered in mud, to remember when Iman Hussain fell face first on the ground. Every year, some men reproduce this scene.. 




Em seguida vieram os homens que se cortavam com as espadas

Straight after, came the men who cut themselves with sords

Era sangue pra todo lado...

There was blood everywhere...



Em algumas ruas, haviam grandes cortinas de plastico para as pessoas assistirem protegidas dos espirros de sangue

In some streets, there were huge plastic curtains, so people could watch everything without risking getting any contact with the blood

A maioria das pessoas que aproveitava a privacidade dos plasticos, eram mulheres

The majority of people behind this screens were ladies

At the same time, stalls were offering water, juice and plenty of food. All free.

Ao mesmo tempo, as barraquinhas ofereciam comida, bebida e sucos a quem qusiesse. Tudo de graca

 
Some people looked for a better view

  Algumas pessoas encontraram um lugar privilegiado para assitir a procissao

E as pessoas ensanguentadas nao paravam de passar. Duas ambulancias seguiam cada grupo. Uma na frente, outra atras. Ano passado, mais de 2000 pessoas foram hospitalizadas

People kept passing by. Two ambulances accompanied each group. One in front of the men, the other behind them.  Last year, more than 2000 people were hospitalized

Meu estomago embrulhou com o cheiro fortissimo de sangue.Quem estava comigo, jura que a cor desapareceu do meu rosto.

I felt sick with the strong blood smell. People who were with me, swear the color disappeared from my face

Nem todo mundo segue essa tradicao. Muita gente hoje em dia esta optando por doar sangue para os hospitais. Os bancos de sangue de Bahrain ficam lotados nessa epoca do ano. Existe um grande trabalho de conscientizacao, para acabar com o auto flagelamento.

Not everyone joins this tradition. Many people opt fr donating blood to the hospitals. In Bahrain, at this time of the year, the blood bank is totally full. There are campaigns trying to convince people to abandon the self flagellation practices.



 

Eu acho que essa tradicao ainda vai durar alguns anos, mas tenho a esperanca que cada vez mais as pessoas se conscientizem dos riscos de  tal pratica e adotem a doacao de sangue aos hospitais.



E assim que um grupo passava, os garis vinham e limpavam tudo...

And as soon as a group passed by, the street cleaners would come and do their job!

15 comentários:

  1. as imagens são fortes, mas o tema da comemoração tb é forte né.
    realmente ninguém deve discutir religião, nem aspectos culturais. acho que um dos erros que nós, brasileiros, muitas vezes cometemos é julgar tudo de esquisito ou estranho sem ao menos conhecer o significado das coisas. e aqui vc explicou super bem, antes de mostrar as fotos.

    adorei o post. a festa tem tons fortes, mas é muito interessante.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Inaie,
    Eu não sou religiosa, a um tempo que me tornei atéia por opção. Mas claro respeito todas as religiões assim como gosto que respeitem a falta dela na minha vida. As fotos são muito fortes e imagino o que você não sentiu ao vivo. Eu espero que essas pessoas consigam se desvencilhar dessas tradições e doem sangue, embora eu ache que esse tipo de costume e herança seja difícil de se retirar dos fiéis, pois está arraigado demais em suas tradições.

    Beijos querida !

    ResponderExcluir
  3. Nossa meu estomago embrulhou. Quando vi pela televisão achei horrivel essa auto fragelação, mas depois de ler seus posts compreendi melhor. Na minha casa nunca falamos muito profundamente sobre religião, cada um tem a sua crença e crê no que acredita, então não julgamos crença alguma porque de certa forma todas nos levam a um Ser superior, apenas conhecido por um nome diferente.

    BJS!

    ResponderExcluir
  4. Pois é, eu vi essas imagens ontem na tv, e confesso que seria a primeira a desmaiar ao ver esse sangue todo...
    O brasileiro geralmente vira as costas ao muçulmano sem ao menos tentar entender a religião deles. E o tempo em que eu vivi entre eles me fez mudar a ideia errada e até preconceituosa que tinha na minha cabeça.
    Fotos interessantes, belo post!
    Abraços :)

    ResponderExcluir
  5. Inaie, gostei de aprender e ver essa tradição e mais ainda de saber sobre a doação de sangue. Será que alguém adota aqui por ocasião da semana santa?
    Eu também não discuto religião, FÉ é o que me comove.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post. A verdade nua e crua. Sem censura. Sou independente de religiões, apesar de puxar minha sardinha mais para o espiritismo, Kardecista claro... mas adorei saber que existem tantas outras religiões, crenças tão diferentes e ao mesmo tempo compreensíveis para o ser humano, que é uma espécie totalmente complexa...

    Amei esse post

    Kisu!

    ResponderExcluir
  7. Curioso!
    Muito bom conhecer novas coisas, é bem forte mesmo.
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  8. Ola Inaie, pois então, ja havia tido pra vc no post anterior que eu não critico religião de ninguem para não ser criticado por ninguem!(apesar de ser utópico)
    Achei incrivel as fotos com suas explicações, fiquei com a impressão que o cheiro de ferro do sangue fica empreguinado no ar e com isso dando enjoo as pessoas que não estão habituadas.

    Sinceramente não gostaria de presenciar, mas gostei de entender os fatos!

    Beijos!


    Ah! exclarecendo sobre meu Post... Clark é meu companheiro, vivemos juntos a 5 anos. Se vc ir até a parte de baixo do meu blog, verá uma foto com varias pessoas, lá estão meus filhos, minha mãe e o rapaz de óculos é o Clark.

    ResponderExcluir
  9. vai la de novo e me add no orkut assim vc ve as fotos maiores!! ok?

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Essa manifestação da Ashura sempre me impressionou. Não sei se gostaria de assistir à procissão, apesar do respeito pela religião.

    Off topic - se quiser escrever com acentos e ç, dê uma lida no link abaixo e copie a tabela:
    http://cartadaitalia.blogspot.com/2006/03/alt-servio-de-utilidade-pblica.html

    ResponderExcluir
  11. Realmente são imagens fortes e demonstram até onde podem ir os extremismos religiosos, uma lástima, na verdade. Ainda bem que isso já está mudando com a prática alternativa da doação de sangue...
    Bj
    Adri

    ResponderExcluir
  12. INAIE..
    realmente as imagens são bem fortes e imagino que vc deva ter ficado nauseada com o cheiro do sangue..
    não critico nada, pois sei que cada nação, cada povo e cada pessoa tem suas tradiçoes, seus costumes e cultos...
    eu sou filha de mãe católica( portuguesa, imagina|?) pai espirita de mesa branca e eu batizada e crismada na católica virei macumbeira...kkkkkk
    sim dou do candomblé, uma religião afro que é muito criticada e questionada por fazermos sacrificios com animais..
    pode parecer cruel ,mas não é , os animais são mortos, seu ijé( sangue e viceras são ofertados aos orixas) e sua carne toda aproveitadas, limpa e servida em refeições majestosas para as pessoas que frequntam as festas e os filhos de santo.
    sei que é meio forte o fato de se matar animais, mas quando comemos carne comprada num açougue esses animais tb foram mortos e de maneira brutal pois foram criados presos e sendo inteiramente alimentados só para esse fim.
    por esses motivos amiga eu nunca critico ninguem , respeito todas as religiões e crenças e acredito que a maioria delas quer o bem e todos os caminhos levam ao Pai.
    adorei vc compartilhar esse post conosco.
    bjuivos no coração.
    aH|! DESCULPE A VERBORRAGIA...É DEFEITO MESMO.RSR
    LOBA.

    ResponderExcluir
  13. EI, PRECISA ATUALIZAR ISSO AÍ. ACHO QUE TÁ CURTINDO MUITO A VIDA DE MADAME...

    ResponderExcluir
  14. Depois de ler, fica até compreensível... E entendo ser uma questão religiosa e não somente de memória, apesar da memória ser a base da identidade de um povo.
    Foi bom ler e ver as fotos, pra ter certeza que não quero ir ver ao vivo!
    Bjooo

    ResponderExcluir