quarta-feira, julho 18

visto to Myanmar / Myanmar visa

Ontem fui pedir meu visto para Myanmar. Depois de pesquisar um montão na internet, cheguei a conclusãod e que o melhor negócio era ir prá embaixada de Myanmar, com o meu passaporte debaixo do braço, pedir um visto de turista.
Levei comigo o de sempre: umas fotos, uma graninha ( em dolar e em moeda local), o passaporte.
- Bom dia! Eu preciso de um visto de turista pra Myanmar.
- hmmm. Vai ler ali na parede os requerimentos.
Pregado num quadro de avisos, havia uma lista de exigências pré visto.
passaporte válido por 6 meses
fotos
carta convite de alguém em Myanmar
carta da sua empresa dizendo por que vc quer ir a Myanmar
comprovante de ticket and reserva em hotel.
- Olha, posso conseguir quase tudo mentira mas como eu não trabalho, não posso trazer a carta da minha empresa. Nem um convite de alguém em Myanmar.
- Como não trabalha?
- Sou dona de casa
- DONA DE CASA? Ok. Então eu preciso de uma caerta da empresa do seu marido, mais a certidao de casamento, mais uma carta dos eu marido, mais ...
- Mas eu estou em férias, não tenho acessoa a nada disso, não vai ter a menor chance. Você pode por favor me dar um visto de turista? Simples, só por uns poucos dias?
Depois de olhar, reolhar e treolhar nmeu passaporte, ela chegou a conclusão de que ela poderia sim, me dar um visto, em 4 dias úteis, se eu comprovasse que tinha passagem e hoteis reservados e pagos em Myanmar.
Tentei explicar que o investimento é alto e que eu não poderia correr o risco de gastar toda essa grana prá ter meu visto negado, mas não teve conversa. Ela não poderia me garantir o visto e nem iria aceitar meus documentos sem as reservas.
Minha única alternativa era sair dalí direto prá uma agencia de viagens. E voltar hoje pela manha, com toda a papelada, por que a embaixada só atende até o meio dia...

****************************************

Yesterday, I went to Myanmar embassy to request a visa. After searching a lot on the internet, I came to the conclusion it would be impossible to figure out what to do, without visiting them in person.
 It took me the usual stuff with me. Some photos, cash (in U.S. dollars and local currency), the passport.
- Good morning! I need a tourist visa for Myanmar.
- Hmmm. Go and have a look on that red paper on the wall.Those are the requirements.
Nailed to a bulletin board, there was a list of requirements to request a tourist visa for their country. I still don't know why the embassy oficial refused to tell me what they were.
* passport valid for 6 months
*photos
* invitation letter from someone in Myanmar
* letter from your company saying why you want to go to Myanmar
*proof of ticket booking and hotel.
- Look, I can get almost everything, but I do not work, so I can not bring a letter from my company. And I don't know anyone in Myanmar, so no invitation letter either.
- You do not work?
- I am a housewife
- HOUSEWIFE?
Ok So I need a letter from your husband company, plus marriage certificate,  a letter from your husband, and ...
- But I'm on vacation, I have no access to any of these things. Can you please give me a tourist visa? A simple entry, just for a few days?
After looking at passport for a long time, she decided she could give me a visa in 4 working days, if I could prove I had bought tickets and reserved hotels in Myanmar.
I tried to argue the investment is high and I can not ciommit to it, if I have no guarantees I will actually get the visa, but I felt i was talking to the wall, which i probably was.
She could not guarantee the visa approval and would not accept my documents without reservations. My only alternative was to leave the embassy and go straight to a travel agency, where I booked the tickets and reserved the hotels.
And this morning i went back, with all the paperwork, minus a fortune in my bank account and no guarantees i will get the bloody visa. i will only know on Monday.

11 comentários:

  1. Esses imprevistos tiram um pouco o brilho da viagem, mas sabemos que precisamos enfrenta-los.
    ...E tudo vale a pena!
    Abraços! Dias lindos e felizes pra ti.

    ResponderExcluir
  2. .


    Hoje, só hoje, eu não sussur-
    ro mentiras, mas grito verdade
    no ouvido surdo do meu blog.

    Palhaço Poeta







    .

    ResponderExcluir
  3. Que chatice! Espero que valha a pena, quero saber tudo.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  4. Eita, que esse povo vai pirar com uma dona de casa que quer viajar sozinha, sem marido!
    Imagino que deve ser difícil para eles entenderem sua situação ou então, podem estar pensando que você é uma tremenda agente, tipo 007.
    Tchau, Inaie Bond!
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  5. Aff que burocraciaaa!! Aposto que Myanmar tem poucos turistas...hehe

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa Noite Inaie! Meu marido e eu estamos nos mudando para Bahrein e descobrimos seu blog. Gostaríamos,claro, se for possível um e-mail de contato pois queremos tirar algumas dúvidas e informações sobre o país. Muito Obrigada! Francislaine. fran_pioroci@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Inaie,
    Faz umas duas semanas que não venho aqui me divertir com suas histórias, mas qdo venho fico um tempão lendo o que perdi. Em termos de burocracia Myanmar não perde nada pro Brasil (kkk). Voce me deixou curiosa, agora quero saber como deve ser o turismo Myanmar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Inaiê, se este é o desejo do seu coração e você tem condições para isso, vale muito a pena sim!
    Fiquei encantada com a imagem que botou no post anterior!
    A única coisa que me preocupa é que em países como esses e que vivem em regime ditatorial, são cometidas muitas arbitrariedades e você, como turista, fica em uma condição um pouco vulnerável!
    Queria eu estar conhecendo todos esses lugares que você descreve!
    Beijo grande e boa sorte!

    ResponderExcluir
  9. Myanmar... li o post anterior. Você quer ir para um país recordista em tristeza, para quê?
    Boa sorte!! Beijus,

    ResponderExcluir