sábado, junho 22

Androgeno/ androgenous





Chego em casa um dia e o quarto da minha filha está cheio de amigos. Normal, a casa está sempre cheia de gente!
Quando abro a porta, duas meninas se trocando e um menino sentado na cama. Fecho a porta. Respiro fundo. Abro a porta de novo:
- Filha, você pode vir aqui um pouquinho, meu anjo?
A filha sai, eu fecho a porta:
- PUTA QUE O PARIU! Você está ficando louca? Tá todo mundo maluco nessa casa? Isso aqui virou um bordel??
Ela me olha confusa...
Eu continuo, furiosa:
- Todo mundo se trocando na frente daquele moleque????
Aí ela entende a minha histeria e responde, se segurando para não rir:
- Aquele moleque é a fulana de tal!

- Ah, Ok! vocês querem um suquinho?

Ia falar o que, né?

+++++++

One day I get home and one of my daughters have several friends over. We are used to it, the house is always full.
I open her bedroom door and there are two girls changing. And a boy, sitting on her bed, chatting away, as if there were not two undressed girls right in front of him.
I pretend to be cool with it:
- Darling daughter, come here please!
my kid come out, I close the bedroom door and have a hissy fit:
- What the hell is happening here? Are you crazy? Are you all crazy? Is this house a brothel by any chance?
She looks puzzled, as if it is the most normal thing for girls to change in front of guys. In my house.
I continue:
- Since when girls are allowed to undress in front of boys?
I see in her face she is coming to an understanding of the facts;
- The boy is XXXX, my FEMALE friend.

Ah, Ok then. Would any of you want some juice?

What was I supposed to say?


17 comentários:

  1. Androgenia as vezes faz a gente ter curto circuito mental...

    Isso já foi nos EUA, né? Pq andrógino no oriente...não sei se a cultura permitiria.

    ResponderExcluir
  2. Eu não acredito!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ó céus!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. AUHUAHUAHUAHUA coitada...

    Kisu!

    ResponderExcluir
  5. Tempos modernos amiga! Acostume-se! Rsrs

    Beijos
    Leila

    ResponderExcluir
  6. Hehehehehhe.... sim querem um suco... e vc o que gostaria?

    Vc não foi adolescente no final dos anos 70 começo dos 80?
    Andrógenos eram mais comuns, talvez até pelo visual estético, mas gerava confusão para os pobres pais, que não sabiam se o filho namorava uma menina, um menino, ou seu irmão irmão gêmeo!

    Ri litros com sua saída estratégica para esquerda "leão da montanha"!

    ResponderExcluir
  7. Bwahahahahaha... Suquinho de maracujá pra acalmar

    ResponderExcluir
  8. Os andróginos estão na moda,nas passarelas,só dá eles(as),eu adorooooo!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Ahahahahahahahah.

    SUCO de maracujá para ti.

    Ri alto aqui.

    Beijossssssss

    ResponderExcluir
  10. kkkkkkkkkkkkkkkk

    tbm fiquei na maior dúvida uma vez no aeroporto de POA, até hj não sei se a peça rara era fêmea ou macho...

    o suquinho era de quê?

    ResponderExcluir
  11. Inaie, eu não te critico, porque eu teria agido da mesma forma. As vezes a diferença nos confunde e nos faz agir de uma maneira totalmente equivocada. bjo
    Raquel
    www.eudonadecasa.com.br

    ResponderExcluir
  12. Como assim " o quarto da minha filha está cheio de amigos"? Me explica o que ela fez pra conseguir amigos aqui... Minha filha está aqui há 1 ano e 2 meses, fala inglês fluente desde pequena (escola bilíngue no Brasil) e até hoje não fez NENHUM, eu digo, NENHUM Amigo/amiga.
    P.S.: Ela é super extrovertida.
    What's going on here?
    Passa a receita, please.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para tudo! Para tuuudo!! As meninas ainda não chegaram aqui nos EUA. Estão lá no Brasil. Esse "incidente" foi lá em Bahrain!

      Excluir
  13. Ufa! Achei que havia um problema gravíssimo com a minha filha adolescente que está tendo dificuldade de "enturmar" aqui. Está bem mais difícil do que eu imaginava, diga-se de passagem...
    Obrigada por esclarecer.
    Beijos!


    ResponderExcluir
  14. Oi Inaie, em várias ocasiões, mesmo olhando de perto, não sabia se estava tratando com um menino ou menina. É confuso mesmo!
    Pelo menos vc chamou sua filha antes de tratar com "o menino". Já pensou a gafe?
    Beijos

    ResponderExcluir