sexta-feira, setembro 23

Westmalle - a primeira Trappista

Digo, o primeiro Monasterio...

Assim que chegamos a Belgica eu melhorei. Digo que melhorei por que tem uma bendita gripe tentando me alcancar. Ela me enche muito o saco pela manha, eu a enfrento, e la pela hora do almoco eu estou me sentindo melhor. Saio com o Fabio e o Dr Joao, mas acabo cochilando em qualquer lugar. Ontem dormi num banco de praca no parque, e os dois ficaram esperando que eu acordasse. Tadinhos.

Nos reservamos um carro medio, mas a thrift nao tinha nenhum pra entregar –e acabamos com um pequeno ( as malas nao couberam no porta malas e uma delas veio comigo no banco de traz). Eu me senti no bagageiro do onibus, saca?

Depois de um tempo na estrada ( nao me pergunte, eu estava dormindo) chegamos ao cafe boteco da Westmalle, bem em frente ao Monasterio que as produz ( e que nao e aberto a visitacao, infelizmente).

O lugar e lindo, o restaurante delicioso e a cerveja dispensa apresentacoes, mas o que mais me impressionou foi a frequencia do bar.

Velhinhos em 98% das mesas. Eram grupos de velhinhas comendo bolo e tomando cafe, grupos mixtos conversando, rindo e tomando cerveja, grupos de velhinhos enchendo a cara ou velhinhas com suas cervejinhas... Tinha de tudo nos grupinhos da Terceira idade.

Me deu vontade de envelhecer na Belgica, onde as pessoas nao deixam de sair, de curitir os amigos, de aproveitar a sua cervejinha querida.




No cafe tambem ha um rack para bicicletas, assim vc pode tranquilamente pedalar ate la, estacionar sua bike e encher o pandu da mais fina cerveja. Tudo com a bencao dos monges trappistas.

Dr Joao comprou a primeira caixa de cervejas da viagem - e o "bagageiro"onde eu viajo, comecou a ficar mais apertado.

Tomei a minha cerveja preferida – a cerveja de cereja. Amo, amo, amo! Depois da esbornia, dormi no banco de traz do carro e horas depois descobri que estavamos perdidos, seguindo o GPS que nao tinha a menor ideia pra onde estavamos indo.

Paramos num pub, Fabio tomou um cafe, eu mandei outra cerveja de cereja pra dentro e usamos a internet para achar uma rota, um hotel e um plano...

A Belgica e maravilhosa...

Ah! ja ia me esquecendo. Essa e a foto que eu tirei do Monasterio - motivo principal da nossa viagem!



5 comentários:

  1. Que lindo deve ser aí mesmo! ótima cerveja,srrs beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Deu até vontade de conhecer a Bélgica. Eu estive na Holanda, fiquei 3 meses, é perto da Bélgica né? Ou não? Não sou muito boa em geografia kkkkkk
    E essa cerveja, deu até água na boca!!

    Bjus!!

    ResponderExcluir
  3. O GPS também bebeu cerveja, kkkk
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  4. Por todo o mundo os monges produzem e bebem cervejas e outras bebidas. Vivem na paz, no silêncio e na leitura. Trabalham com calma e reservam sempre o horário da sagrada cervejinha.

    ...Acho que escolhi a profissão errada. :)

    ResponderExcluir
  5. oI AMIGA
    NOSSA! VOCE É MUITO BONITA!!!
    APESAR DOS CONTRATEMPOS DEVE MESMO ESTAR UMA DELICIA AÍ...LUGAR LINDO!
    BJS
    tINA (sonhar e realizar)

    ResponderExcluir