quinta-feira, maio 31

em Bahrain, agora é assim! Bahrain nowadays


Fomos ao aniversário badaladérrimo de 14 anos de um amiguinho das meninas, num restaurante da moda aqui em Bahrain. Aquele do castigo, lembra?
A uma certa altura, a minha filha mais velha fala:
- Mãe, estão jogando coquetel molotov ali no gramado do restaurante. ( o restaurante é lindo, tem um paisagismo de babar e tem até lago).
- Não filha, sao os engolidores de fogo que a tia contratou pra animar a festa...

Vale ressaltar que isso aqui não virou uma baderna sem limites e que até agora, só ha histórico de coquetel molotov sendo jogado nos carros de polícia, mas pelo jeito Anita já está preparada para tudo!

*******************

Tonight we went to a super birthday party at one of the best restaurants in Bahrain. My friend closed part of the place for her 14 year old son. This was his punishment for bad behavior, remember?
Sudenly Anita comes to me and say:
- Mom, they are trowing molotov cocktails in the restaurant garden...
- No darling, it is just the fire eaters who were hired as entertainment!

I would like to say there are only reported cases of protesters trowing molotov cocktails at police cars. No civilians were ever targeted, but my daughter is ready to face the worst

quarta-feira, maio 30




Não é á toa que a minha amiga Renata tem um "tag"só prá ela aqui nesse blog. Ela faz por merecer!
Hoje nós fomos a uma apresentação numa empresa local. Eu faço parte de um grupo de network, e sempre tem uns eventos interessantes, então eu procuro prestigiar. Dessa vez, convidei a Renata.
Chegamos no horário, tomamos um suquinho, comemos umas amendoas, conhecemos um monte de gente.
Quando eu fui ao bar pegar outro suco ( ou um vinho, pq também sou filha de Deus), todos os funcionários estavam de bla bla bla e ninguém me atendeu. Voltei rindo e reclamando. Renata disse: vai lá dentro do bar, começa a se servir que você vai ver como todo mundo vai correr prá te ajudar.
Falou isso e foi saindo pra sentar no sofazinho da recepçao.
Nessa escapadela ela esbarrou numa mulher, derrubou o vinho que ela ( a mulher) estava tomando, molhou o chão, a roupa das duas e um papel que estava emaranhado na mão da vitima, pessoa atacada senhora.
Renata pediu mil desculpas. Ficou vermelha, roxa e por ultimo púrpura. Ajudou a limpar o chão, a roupa da outra, pegou outro vinho prá mulher. Foi uma lady.
Um tempo depois começa a apresentaçao. A mestre de cerimonias apresenta a Dra. Fulana, que veio especialmente para falar sobre coaching e treinamento.
Olho para a Renata que está visivelmente estressada. Olho pra mulher e caio na gargalhada. Difícil me controlar quando só o que eu consigo ouvir é:
- PQP, molhei as anotações da oradora!!!!!

Se a mulher engasgou, a culpa foi da Rê. Juro.
Tá vendo, Bah, não acontece só comigo não. Acontece com as minhas amigas tambem...

********************************
No wonder  my friend Renata has  her own "tag" in this blog. She deserves it!Today we went to a presentation at a local business. I belong to a networking group , and they are always organizing interesting events, so I try to participate as much as I can. This time, I invited Renata to come along.We arrived on time, had some juice, eat a few almonds, met lots of people.When I went to the bar to get another juice (or wine, 'cause I deserve it), all employees were chatting away and no one noticed me. I came back complaining. Renata said: go inside the bar  and help yourself . You will see how everyone will serve you imediately.She said it on her way to the sofa, she had enough of standing up.In her escape route, she bumped into a woman, knocked her wine down, weting the floor, both their clothes and some scrambled paper the woman was holding.Renata was really apologetic and she made sure she mentioned it several times. She seemed to be really embarassed, and she behaved like the lady she really is. She helped the lady clean the spill, reassured her regret, organised a new glass of wine for the lady.
The presentation begins. The master of ceremonies  calls Dr. X - the same woman Renata bumped into, goes on stage.Renata goes red. She looks very distraught. I look at the stage and burst out laughing. It was very hard to control myself, specially when all I can hear is:- F*** I ruined the speaker's notes!!If the woman did not deliver a goos speech, it was Renata's fault. I swear.

terça-feira, maio 29

combinou, tá combinado! Agreements are keepers


foto daqui

Prá mim, combinou tá combinado. E as coisas vivem dando errado por isso. Vira e mexe alguém fala numa mesa de bar: meninas, quinta feira dia tal, café da manhã na minha casa. Pego meu celular, confirmo o horário, boto no calendário. Prá mim, tá combinado. Só ligo prá me desculpar se eu não puder ir. Se puder, eu simplesmente passo na floricultura, pego umas "frores" e vou pro nosso encontro. Tava combinado, não tava? E eu já tinha confirmado quando fui convidada.

Pois é. Parece que para algumas pessoas, não é assim tão simples. Prá estar mesmo combinado, quem convidou ( oras, já não convidou??) tem que ligar e lembrar você do convite ( o que prá mim mais parece falta de respeito do convidado, que se acha no direito de simplesmente esquecer, se não for lembrado ou falta de confiança do "convidante" que precisa vers e você não estava mentindo quando aceitou o convite).

Se nem você nem seu anfitrião tem Alzeimer's, o assunto não deveria ir tão longe.

Mas a minha cricrizisse não acaba aí. Combinei de ir te buscar ( por que você não tem carro, não sabe dirigir, tem ataques de pânico)? Por favor, esteja pronta na hora combinada. Claro que de vez em quando todo mundo tem um imprevisto, tem um contratempo e atrasa. Isso é normal, e se você ligar e avisar que está meio atrapalhada e quanto tempo você acha que vai atrasar, não vejo nenhum grande drama. Mas se você atrasa TODA VEZ, aí eu nao brinco mais de ser seu taxi. Sim, já passei para buscar pessoas e as deixei em casa por que elas não estavam prontas. que bruxa feia eu sou.

Combinamos de nos encontrar num café? Num restaurante? Num bar?
Eu chego no horário para não te deixar plantada. Seria muito pedir a mesma cortesia?
Aqui vale a mesma regra anterior. Se você só se atrasa as vezes, eu sorrio e deixo prá lá. Se o seu atraso é compulsivo, depende de quanto eu goste de você. para esses casos, tenho três estratégias básicas:
1- te mando a merda e não brinco mais
2- espero um tempo que acho razoável ( 10 min por exemplo) e depois vou embora
3- se você for a minha melhor amiga no mundo inteiro, eu simplesmente começo a atrasar também ( o que já provou virar uma guerra sem fim)

Enfim, eu já tenho 40 anos, não posso perder tempo esperando pelos outros.

*****************************

For me, whatever is agreed, is what is expected, and it seems  I don't have many people who feel the same way, unfortunately. Every now and then someone says: : girls, this Thursday morning, breakfast at my house. I grab my phone, I confirm the time, and book it  on my calendar. For me, it 's a deal. I only call the person if for some reason I can not make it. If I can, I just stop at the flower shop, get a lil something and show up for our breakfast.
We had made arrangements for it, haven't we? And I had already confirmed my presence when I was invited. It seems strange, but for some people, the deal is far from simple. It seems like some people only consider the invitation "written on marble" when they call and reinvite you and get a second confirmation.
It amazes me how much time people actually have to waste. If neither you nor your host has Alzheimer's, the matter should not go that far. One invitation and one confirmation should be plenty.
But my strong opinions about etiquete does not end there.  Did I promised to pick you up (because you have no car, can not drive or have panic attacks)? Please be ready at the agreed time. Of course from time to time everyone has an unforeseen setback and ends up late for a meeting. This is normal, and you should call the person waiting for you and let them know you are running late.But if you are late EVERY TIME, then you have to find yourself another taxi driver. Yes, this is no hypothetic situation. I have left people behind because they were not ready on time.
We agreed to meet in a cafe? In a restaurant? In a bar?I arrive on time so I don't make you wait for me. Would it be too much to ask the same courtesy?Here I apply the same rule as before. If you are only late from time to time, I smile and let it be. If the delays are compulsive, my reaction will depend on how much I like you. For these instancies, I have three basic strategies:1 - I send you to hell and throw my toys out of the cot. I simply don't play with you anymore.2 - I wait what I consider a reasonable time (eg 10 min) and then leave3 - if you're my best friend in the world, I simply start to be  late too (which has proven to become a war without end)



 
Anyway, I'm 40 years old, can not waste time waiting for others.Call me a witch if you may.

segunda-feira, maio 28

me ferrei... I am screwed




Eu adoro tomar banho de banheira jura que o assunto do post vai ser mesmo esse?? oh fim dos meus dias, barraco dos barracos, fundo do poço. Mas eu moro em Bahrain bidú, que fica no Oriente Medio já já corto os pulsos se esse post nao melhorar.
E daí, voce deve estar se perguntando e com razão.
Daí que o verão ainda não começou e já não tem mais água fria na casa. Juro.A caixa dágua, que fica em cima da casa, fica exposta a um calor de lascar, fazendo a água pelar. Aí nao tem torneira nessa casa que tenha uma aguinha fresquinha.
E como é que se faz então?
Eu desenvolvi três estratégias banhisticas.
1- Não toma banho, oras
1- Desliga a água quente da casa ( se ela ficar guardada em um tonel dentro da casa), e usa a água quente como fria ( pq desligada e dentro de casa ela vai esfriar). O problema é que nem toda casa tem essa "facilidade".
2 - Enche a banheira de água e liga o ar condicionado no ártico - quando a água esfriar, você pode tomar seu banho em paz
3 - toma banho as 3 da manhã, quando a água só vai estar morninha

Então. O problema é que o fabio D E T E S T A água quente, e não vai ficar sem banho, nem esperar acordado até três da manhã. Também não toma banho de banheira o moçoilo. Então o que é que aconteceu? Ele decretou o desligamento do cilindro de água quente, e eu, euzinha, que tomo tomava banho pelando e ficava horas marinando nos diversos oleos e espumas de banho, tenho que tomar banho correndo por que a água tá FRIA!! FRIA!!


*****************
I love taking baths seriously? Is it what this post will be about? sad, sad, sad. But I live in Bahrain, which is in the Middle East Oh God, it does not look like this post is going to go anywhere.
You must be asking yourself what is this post going to be about, right?
Summer has not started yet and we have no more cold water in the house. I swear. The water tank sits on top of the house  and is exposed to heat all day long,causing water to boil. So all taps and showers in house "produce" hot, hot water.
What is the way around it?
I developed three ways to handle the "problem":
1 - Do not bathe1 - Turn off the hot water in the house (if it gets stored in a cilinder inside the house)and use the hot water as cold (the water in the cilinder will be cool after)The problem is that not every house has this "feature".2 - Fill the tub with water and put the A/C on"Arctic"- when the water cools, you can take your bath3 - Wait until 3 am to take your bath, by then the water will only be warm

domingo, maio 27

Insonia / Insomnia

Minha filha mais velha está com uma insonia das bravas.
Ela passa todas as noites acordada ( muitas delas aproveita para acordar qualquer cristão que esteja querendo dormir) e dorme a tarde inteira.
Desse jeito não vejo muita cura pro "problema"dela não!

***************************

My oldest daughter has insomnia. She spents all night awake ( and rarely let others sleep either) and then she sleeps all afternoon.
I don't see her cure anywhere in the horizon!

sexta-feira, maio 25

Nasci na casa errada/ I was born in the wrong house



Tenho uma amiga que é tudo de bom nesse mundo. Acho que o único defeito dela é não saber dar castigo prá quem não se comporta bem.
Há um tempo atrás, minhas filhas e uma das crianças dela, fez uma guerrinha de ovo na piscina da casa dela.
O castigo?
Os três teriam que passar pelo menos uma hora na praia do clube no dia seguinte. Como eu não sabia que era castigo, só o filho dela foi punido. Pecado.

Esse mesmo filho recentemente não terminou um trabalho da escola a tempo. Depois de pensar e repensar ela chegou logo a um veredito:
- Vai ter que ter festa de aniversário esse ano. E não vai ser dois amigos jogando video game na sala não. Vai ser num dos restaurantes mais badalados de Bahrain. E pode ir convidando todo mundo da escola...

Por mais que eu pense, a única conclusão que eu consigo chegar é a de que eu nasci na casa errada!!!

PS - Todos os filhos dela são fofos, educados, gentis e bem resolvidos. Isso prova que o sistema de castigo é um sucesso...

**************************

I have a friend who is amazing. I think her only drawback is her inability to punish who doesn't behave properly. A while ago, my daughters and one of her children, decided to have  a little egg war in her pool.The punishment?The three of them would have to spend at least an hour on the beach club the next day. Since I did not know it was punishment, only her son was punished. Poor kid.
This same son recently failed to complete a school assignment on time. After thinking and rethinking what kind of consequence would be suitable, she decided:

- You will have to have a birthday party this year. And don't even think about inviting a couple of friends to come home and call it a party! It will be one of the finnest restaurants in town. And tomorrow you can go and invite everyone at the school ...The only conclusion I can reach is that I was born in the wrong house!PS - All her children are gorgeously well behaved, polite, courteous and respectful. This proves her system is a success ...

quarta-feira, maio 23

Bichinhos/ Lil pets




Minha amiga Renata não é muito fã de gatos. O negócio dela é mesmo cachorros. Claro que ela jamais faria nada contra um bichano, mas você também nao vai ve-la de mimimi com o gato de ninguém.
Um dia desses ela vai dar uma relaxada no jardim da sua casa e ouve um barulho no telhado da casa.
Quando ela olha, é um gatinho bebê.
Esse negócio de não gostar de gatos foi imediatamente ralo abaixo e o seu instinto maternal tomou o palco.Ela ficou toda babada, toda enamorada do bichinho.
A Renata não confessa, mas eu acho que ela ja estava fazendo planos para o futuro do bichano, quando ele se assusta com alguma coisa e sai correndo desembestado.
Quando o animalzinho passa ao lado dela, ela se dá conta que ele é na verdade um ratão.
Acho que a minha amiga voltou a desprezar gatos imediatamente! Tadinha, o único gato por quem ela se afeiçoou, era na verdade um rato.

**********************

My friend Renata is not very fond of cats. She is a dog's person. Simple as that. Of course she would never do anything against a cat, but you will not see her going out of her way to cudle one. Ever.Another day, she went out to her garden and heard a noise on the roof of the house.When she looked, she saw a  kitten. Her heart melted.She completely forgot about her dislike of cats, her maternal instinct took over - she was already imagining her new life with the gorgeous new pet.But then, the baby animal was frightened by something and ran off the roof, really fast! When she managed to take a good look at it, she realized the pussy was in fact a rat.
And Renata went straight back to despising cats. Simple as that.



terça-feira, maio 22

Universo Paralelo/ Different worlds



Lendo o post do meu amigo Allan, do Carta da Italia, descobri uma coisa que há muio me intrigava. No post super bem escrito, Allan fala da existencia de universos paralelos, e conta exemplos da sua propria vida, para provar que esses outros mundos existem mesmo, e nem sempre estão alinhados com esse aqui.
Lendo o delicioso texto, descobri por quê tantas pessoas visitam blogs e deixam comentários que não tem nada a ver com o post. Eu, ingênua e mal informada, achava que as pessoas simplesmente não liam os posts, mas agora sei a verdade: elas estao em universos paralelos, que nao estão em sincronia com esse aqui. Elas leem os posts sim, e os comentários são relevantes lá no outro mundo. Ufa, que alívio.

+++++++++++++++++++++
Today I was reading my friend's Allan blog ( sorry, it is in Portuguese), when I read something very, very interesting, that always intrigued me.In his very well written post, Allan speaks of the existence of parallel universes, and has examples of his own life, to prove that these other worlds do exist, and are not always aligned with that here. With witty and sense of humour, he tells several tales of misunderstandings and justifies them as being different universes clashing.Reading the text  I discovered why so many people visit blogs and leave comments that have nothing to do with the post. I, naive and misinformed,  thought people just did not read the posts, but now I know the truth: they are in parallel universes, which are not in sync with this one. They read the posts yes, comments are relevant and there in another world. Phew, what a relief.

segunda-feira, maio 21

E aí eu acreditei! And then I believed...

Eu não sou religiosa. Acredito em Deus,  respeito todas as religiões, mas prefiro nao ser "catequizada". Não gosto que as pessoas tentem me converter a suas crenças, por mais que elas acreditem que essa seja a minha única salvação.
Mas como eu ando monotemática, vou falar de novo da dor de estomago "indiagnosticável" da Lia. Essa mesma dor que está me deixando louca.
A naturopata cortou a maioria dos alimentos da dieta da menina e quando ela vai a consulta, a Lia se sente melhor, mas quando nós voltamos prá casa, parece que a dor piora. Dizem que é assim mesmo, que tem que ficar pior para depois melhorar. Coração de mãe não dá conta disso não.
Piorar não e palavra que entre no nosso vocabulário sem causar xiliques.
Além da naturopata, eu tentei também manipulaçào visceral, outra medicina alternativa. Meu sogro e meus cunhados ( todos médicos que me perdoem), mas quando a alopatia falha, as mães apelam prá qualquer coisa.
O negócio é que essas outras coisas estão ajudando, mas nao estão resolvendo. E vendo o meu desespero, a Tina, do Meu Cantinho na Roça, ofereceu para rezar comigo pelo facebook.
Juro! Nós duas nos juntamos em oração por uma rede social da internet.
E a minha filha, pela primeira vez, dormiu uma noite inteira de sono.
No dia seguinte, meus anjos da guarda Silvana ( que é um ser iluminado e um dos mais espiritualizados que já cruzou o meu caminho) e Renata, vieram rezar comigo outra vez.
Você me conhece pessoalmente? Já me viu rezando? Pois é!
Lia viu. E deve ter achado que ela estava a beira da morte, por que a mãe descrente se meteu a rezar e pedir a Deus que tire a dor dela. A bichinha deve ter morrido de medo, mas o fato é que acreditando ou não acreditando, as orações foram as únicas coisas que tiraram a dor da Lia.
No dia seguinte ao "grupo de oração" na minha sala, que foi seguido de orações do grupo da Tina, lá em Minas Gerais,  e de preces dos amigos virtuais que também estão comigo, a minha filha voltou a ir a escola.
Depois de duas semanas sem poder sequer ir á aula, ela voltou a rotina dela. E foi jogar futebol ( chegou em casa morrendo de dores, mas aguentou a partida toda). Prá quem não conseguia trocar dois passos, essa foi uma vitória e tanto.
Dona Cirlei ( minha mãe) , que é atéia, tambem teria ficado de boca aberta e queixo caído. Juro!

***************************

I am not religious. I believe in God, respect all religions, but I'd rather not be "catechized". I do not like people trying to convert me to their beliefs, even if they believe that this is my only hope.
But if you thought I was finally changing the subject and that I will now talk about something else than Lia's pain, you are wrooooong, my friend!The naturopath forbid most foods in her diet. When we have an appointment with her, Lia feels better, but when we go home, it seems the pain worsens. The naturopath who we sweetly call "the witch" says it has to get worse and then improve. This ia very hard on a mother's heart.

In addition to our visits to the witch, we are also trying visceral manipulation, other alternative medicine. My father and bothers in-law (who all happen to be  doctors  will have to forgive me), but when allopathy fails, mothers are allowed to try anything they want.The thing is, these things are helping, but are not resolving the problem. And seeing my despair, Tina, from "meu cantinho na Roça" offered to pray with me on facebook.I swear! We both come together in prayer on a social network site.And my daughter for the first time, enjoyed full night's sleep.The next day, my guardian angels Silvana (who is the most enlightened being that have crossed my path) and Renata came to pray with me again.You know me personally? 've Seen me praying? I know you haven't.
But Lia saw it. And  she must have thought she was dying,  because that could be the only explanation for her mother to pray and ask God to take away her pain.

The fact is that believing or not believing, the prayers were the only thing that took away Lia's pain.The day after we held the "prayer group" in my TV room, (which was followed by prayers of several virtual and "real" friends, my daughter went to school again.After two weeks living a nightmare, she returned to her routine. And it was playing football (he came home in horrible pain, but endured throughout the match). For who could not take two steps, this was a major win.Cirlei (my mother) who is an atheist, would also be amazed if she was here. I swear!

domingo, maio 20

Três fadas/ Three faries


Que eu estou descabelada com toda essa estória da dor da Lia, não é nem preciso dizer né?
E no meio dessa fanfarra, desse pega-pra capar, eu mais uma vez descubro que anjos são colocados no meu caminho, toda vez que eu preciso deles.Não demorou muito pra eles aparecerem aqui no meio desse deserto todo.No momento, os meus anjos tem nome e moram perto.

A Renata apareceu do nada, numa mesa de bar, numa despedida de uma amiga comum. Isso já faz mais de três anos. Nenhuma de nós deu muita bola para a outra.O tempo passou, a gente continuou se esbarrando. Coisinha mais insistente esse destino.
Fomos ficando mais próximas, a amizade foi crescendo.
E agora, com Lia nessa ciranda de hospitais e procedimentos clínicos, ela tem ficado grudada em mim.
Renata que adora dormir até tarde, acorda cedinho pra saber da Lili. Foi fazer visita no hospital, levou escova de dentes pra mim, fica comigo no telefone quando eu estou arrancando os cabelos por uma razão ou outra.
Depois que chegamos em casa, ela já foi comigo á naturopata ( programinha de índio, ser acompanhante em sala de medico, mas ela estava lá, sentadinha ao meu lado), já despencou comigo numa visitinha extra ao hospital as 2 da manhã ( será que ela gosta de programa de índio?)quando a Lili teve outra crise feia de dor. A Renata é amiga de todas as horas, amiga de farra e de dor.
Mas a coisa não acaba aí não. Além de "invadir" a minha vida, ela trouxe com ela a patota que a acompanha há mais de dez anos. E "de brinde", eu ganhei a Patricia e a Silvana.

A Patrícia não vem sozinha. Ela traz com ela, a turminha da artilharia pesada. A filha dela dá a maior atenção e carinho ás minhas meninas, e toda vez que eu e o Fábio estamos tristes com alguma coisa, a gente recebe uma ligação:
- Vocês podem dar um pulinho aqui em casa?
A gente nem pensa duas vezes, desmarca o que estiver na agenda e corre prá lá.
O ritual é sempre o mesmo. A Patrícia enche a nossa pança, nos convence a tomar "alguma coisinha" e em seguida o marido dela nos ajuda a esmiuçar seja lá o pepino que nós estivermos enfrentando.
O cara é tudo de bom. Engraçado, divertido e espirituoso, ele divide conhecimento de vida e de Golfo com a maior generosidade e nos ajuda a ver o caminho que está confuso e enrolado á nossa frente. Várias vezes entramos lá com o coração apertado e saímos da casa deles leves como uma pluma.
Essa família inteira foi mais uma benção na minha vida. Não sei como vamos conseguir retribuir tamanha amizade e generosidade.

E ainda tem a Silvana.
Essa é um caso sério e a mais difícil de explicar.
Ela é "desencanada" e distraída. Demorou meses para conseguir diferenciar a Anita da Lia ( e uma é moreninha, a outra e mais loira). Eu a vi poucas vezes. Num café aqui, num jantar ali. E a sua presença leve sempre me atraiu.
Mas agora, com esse "negócio" da Lia, ela veio com o arsenal todo pra nos ajudar.
Além das visitas, do carinho e dos presentes que ela trouxe prá Lili, ela nos mandou para a naturopata dela. Essa mulher foi a primeira a ver a Lia depois que saímos do hospital. E foi também a primeira a devolver uma corzinha ao rosto pálido da Lili.
O diagnóstico foi um tanto assustador: alergia a 4 coisinhas simples:
Leite, glúten, açucar e arroz. E ela já aproveitou pra cortar a laranja também.
Saí da naturopata em lágrimas. Como é que eu vou alimentar uma adolescente sem pizza, pasta, pão?
Pouco depois chega a Silvana na minha casa, com mais dois presentes: uma sacola enorme de produtos sem glúten, sem arroz, sem leite e sem açúcar e um tratamento completo na naturopata. Ela achou que era meio difícil começar com o "regime"novo, então trouxe o "starter kit".
Cada vez que eu encontro a Silvana eu sinto um frio na espinha, uma sensação de conforto e de que eu estou sendo cuidada, como se eu a conhecesse de outros lugares, de outros caminhos. Se não fosse uma sensação tão leve, daria até medo. O negócio é que apesar de conhece-la a dois minutos, ela me traz paz e leveza.

Texto imenso, eu sei. Mas eu poderia escrever um livro de agradecimento a essas três almas iluminadas que apareceram no meu caminho. Que literalmente caíram do céu na minha vida. Cada uma, a seu modo, faz essa fase da minha vida mais leve, mais fácil, mais suportável.
E o maior agradecimento é para a Renata, que devagarinho trouxe o cordão das fadas madrinhas pra me fazer serenata.

*********************************

It is unecessary to say I am pulling all my hair out with this painful saga Lia has endured.
And amid all this suffering and uncertainty, I once again find that angels are placed in my way, it never fails. It did not take long for them to appear here in the middle of the desert. At the moment, my Angels have names and live nearby.Renata appeared in my life, out of nowhere, we first met at a bar, in a farewell to a mutual friend. It's been over three years now. Neither of us gave the other any attention. Time passed, we kept bumping into each other. Destiny has it's own way of doing things.
We got closer, the friendship grew.And now, with Lia's hospital ordeal, she has been the closest person in my life. Aside from Fábio, who has also been amazing.

Renata who loves to sleep until late, has been waking up early to ask how is Lili. She went to visit at the hospital,even took a toothbrush wit her, because she knew I would need it. Renata is the person who stays with me on the phone when I'm pulling my hair out, not knowing what to do.After we got home, she was the one who took Lia and me to the  naturopath ,  it was also her who went to the hospital with me at 2 am, when Lia felt so much pain, all I could think was to go straight back into hospital.Renata is a friend for good and bad times.But it does not end there . In addition to "invading" my life, she brought with her two other friends. Patrícia and Silvana also took upon themselves to help me go through this period of pain.

Patricia does not come alone. She brings with her, some heavy artillery. Her daughter gives lots of attention and affection to my girls, and every time  Fábio and I are in a pickle, or we are sad about something, we get a call:- Can you guys come over?We do not even think twice, we clear whatever is on the agenda and run there.The ritual is always the same. Patricia feeds us, gives us some drinks and then her husband helps us  scrutinize whatever is worrying us.The guy is amazing. Funny, entertaining and witty, he shares the knowledge of a life time in the Gulf with generosity. Several times he helped us see the path ahead of us with much more clarity. Several times we got there with a heavy heart and left their home feeling as light as a feather.This whole family was a blessing in our lives.
And there is Silvana.She is the most difficult to describe. She is always day dreaming. It took months for her to differentiate Lia from Anita ( one is brunette, the other is blonde). I saw her a few times. We met at  coffees,  dinners, girly meetings. I was always impressed by her light, but our interactions were very superficial.
But as soon as she found out about Lia, she came  out with all her arsenal to help us.

In addition to the visits, the affection and gifts that she brought for Lia, she sent us to see her naturopath. The naturopath was the first to see Lia after we left the hospital. She was also the first to succeed in getting some colour into Lia's face.On our first visit, the diagnosis was a bit scary: allergy to 4 simple little things:Milk, gluten, sugar and rice. And she took the opportunity to cut oranges from Lia's diet too.I left the naturopath in tears. How can I feed a teenager without pizza, pasta, bread?Shortly after that, Silvana arrives at my house, with two gifts: a huge bag of gluten-free, rice-free, milk-free and sugar-free products, plus vouchers for a full treatment with the naturopath. 
She thought it would be kind of hard for me to start with Lia's new diet, so brought the "starter kit" to help me out.
Every time I see Silvana, my eyes fill with water and I want to cry. I lose my words and I have no idea why I feel so comforted, so taken care of.

And this is all thanks to Renata who came into my life pulling a string of fairies!




sábado, maio 19

Historinhas do hospital/ Hospital tales

Já voltamos pra casa, mas a estadia hospitalar foi de lascar.
Os momentos mais divertidos eram sem duvidas, os nossos passeios pelos corredores. Numa dessas escapadelas, Lia me perguntou qual era o bairro onde o hospital ficava.
Parei um médico que andava pelo corredor.

- Oi. Que bairro é esse?
cara de assustado
- Voce pode me dizer qual é o bairro onde fica esse hospital?
- nao entendo ( em ingles perfeito)
Apontei para uma direção. Para lá é Buddaya. Que bairro é esse aqui, onde está o hospital. Onde é que nós estamos agora?
- Ah... Vocês estão no corredor.

Achei melhor encerrar a conversa por aí mesmo.

E numa outra andança fui abordada por outro médico querendo me oferecer seus serviços, me dando o telefone e verificando se eu anotei certinho no meu celular ( será que eles passam por um treinamento prá isso?)

Dessa vez o cara era um neurocirurgião. Sai prá lá, coisa ruim!! espero nunca, nunca precisar dos seus serviços...

*********************************

We are already home, but I do have some tales to share before we move on with the stories.
The funniest moments wehad at the hospital, were without a doubt, our walks through the halls. In one of these escapades, Lia asked me what was the neighborhood where the hospital was.I stopped a doctor who walked down the hall.- What neighborhood is this?the guy looked scared- Can you tell me which is the neighborhood where this hospital is?- I do not understand (in perfect English)I pointed to one direction. That way is Buddaya. What neighborhood is this one, where the hospital is? Where are we now?- Oh ... You are in the corridor.I thought I'd end the conversation right there.This wasn't going to go far.

Another time I was approached by another doctor willing to offer me his services, he alsogave me his phone and made sure I wrote it down correctly on my phone (do you think they undergo a practical training for chasing patients in halls?)This time the guy was a neurosurgeon. Get out of here, man! I hope I never, never need your services ...


sexta-feira, maio 18

Hospital e mesmo uma merda! Hospitals are shiity places!



Hoje é o segundo dia de internaçao da Lia. As enfermeiras sào muito carinhosas, atenciosas e tratam a Lili super bem. De tempos em tempos vem um médico dar uma cutucada na criança.
Já fizemos exame de urina, sangue ( 2 vezes), ultrassom, raio X, e até agora não temos a menor idéia de onde vem essa dor.
Hoje pela manha fizemos uma tomografia de contraste. Se eu soubesse como esse exame é dolorido, não teria deixado ninguém fazer.
O líquido do contraste e injetado na veia da pessoa, e dói pra dedéu. As veinhas da Lili nao aguentaram o baque e nós tivemos que trocar o soro para a outra maozinha dela. A anterior ficou toda roxa.
Os medicos quase me deixaram louca. Fizeram o exame e depois nos chamaram de volta para a máquina, para olhar "de novo". Como assim, olhar de novo?
Acharam alguma coisa errada? O que está acontecendo?
Mais de 8 médicos se reuniram na frente da bendita máquina para analisar a tomografia da Lia. Nada. Mais um exame 100% normal.
O médico ja não sabe mais onde olhar, não sabe o que fazer.
Decidiu que vai fazer uma laparoscopia ( enfiar uma camera na barriga da Lia para dar uma espiadinha). Eles fazem um buraco no abdomen e colocam a camera.
Quando ouvi essa noticia, dei alta pra Lia.
Vamos voltar pra casa. Chega.

...mas a dor continua. vamos ter que lidar com ela de outro jeito...

Today is Lia's second day in the hospital. The nurses are very caring, thoughtful and treat Lili really well. From time to time a doctor ( normally a different one) comes to check on her..We've done an urine test, blood test (2 times), ultrasound, x-ray, and so far we have no idea where this pain comes from.This morning we did a CT scan. If I knew how this test is painful, I would not have allowed it.The contrast is injected into the person's veins, and it hurts a lot.
Lia's veins went all purple and the nurses had to find another one for normal medication.The doctors drove me crazy. We finished the scan and then  we were called back to the machine, for a new look. Look again? They found something wrong? What is happening?More than eight doctors gathered in front of the machine to analyze  Lia's CT scan. Nothing. Another test 100% normal.The doctor does not know where to look, does not know what to do.He decided  to do a laparoscopy (stick a camera into the belly  to sneak a peak). They make a hole in the abdomen and place the camera there.When I heard this news, I discharged Lia from the hospital.Let's go home. Enough is enough.

we will have to find another way to deal with the pain.

quinta-feira, maio 17

Marketing direto



Passamos o dia no hospital. Fabio, Lia e eu. No fim da tarde, Renata, Silvana e Khalifa vieram nos visitar e foi gostoso, o ambiente ficou leve, nós conversamos um pouco, rimos outro pouco e a Lili ganhou muito carinho e vários presentes.
Com a "casa"cheia, Fábio aproveitou para ir embora, ficar um pouco com a Anita, que no meio desse rebuliço, não tem tido muito da nossa atenção.
Pouco mais tarde, Anita e Fábio voltaram ao hospital para a ultima visita do dia e o beijo de boa noite. Quando todo mundo já tinha ido embora, bateu o maior tédio na Lia, e nós fomos passear pelos corredores do hospital.
Olha a conversa:

- Oi! O que ela tem?
- Dor de estomago. Nós estamos tentando descobrir o que é.
- Tomara que descubram rápido.
- É. Tomara.
- Então. Eu sou médico aqui.
- hmmm
- Reumatologista.
- ok
- Se você precisar de um reumatologista, eu estou a disposição.
- obrigada
- Anota meu número aí no seu celular
- O que?
- Anota meu número. caso você precise de um reumatologista, ou alguém que você conheça precise.
- Ah, ok.
Aí o cara soletrou o nome, o telefone e verificou se eu tinha anotado direitinho. Pra completar, ele falou:
- Eu também cuido de osteoporose, se você quiser vir fazer um check up reumatológico ou uma densitometria para ver se você tem osteoporose ou se você está perdendo densidade ossea, estou a sua disposição...

A coisa está mesmo feia aqui em Bahrain. Agora os médicos saem pelos corredores caçando pacientes?? Só me faltava essa...

******************************************

We spent the day in the hospital. Fabio, Lia and me. In the evening, Renata, Silvana and Khalifa came to visit us and it was really nice, the atmosphere was light, we chatted a bit, we laughed a bit and Lili got lots of affection and various gifts.With the full  "house" , Fabio took the opportunity to leave, to spend some time with Anita, in the midst of this turmoil,  she has not had much of our attention.A little later, Anita and Fabio returned to the hospital for the last visit of the day and a goodnight kiss. When everyone was gone, Lia felt bored, and we decided to walk up and down the hospital halls.Look at the conversation:- Hi! What does she have?- Stomach pain. We're trying to figure out what it is.- I hope they find out fast.- Me too. Hopefully they will.- I am a doctor here.- Hmmm- Rheumatologist.- Ok- If you need a rheumatologist, I'm available.- Thank you- Write down my number  on your mobile- What?- Write down my number. if you need a rheumatologist or someone you know needs one, you can call me- Oh, ok.The guy spelled his name, phone number and made sure I had written  it down right. To end his speech, he said:- I also take care of osteoporosis, if you want to come for check up, I am available. If you want  to see if you have osteoporosis or if you are losing bone density, I am at your disposal ...

The thing is really bad here in Bahrain. Now doctors stay in hospital halls, chasing patients?

terça-feira, maio 15

Lia hospitalizada/ Lia admitted into hospital

Desde a nossa ultima visita ao hospital ( 2 dias atras) A Lia tem reclamado muito de dor de estomago, ja passamos por vaarios medicos e todos eles acabam dando os mesmos medicamentos, fazendo as mesmas recomendacoes,e  a dor continua.
Hoje, tivemos retorno no ultimo medico, e como a dor nao melhorou, ele resolveu interna-la.
Meu coracao apertou, fiquei desesperada, sai de fininho e fui chorar no corredor. Pouco depois, quem e que veio atras de mim?
Isso mesmo, a propria! Me pegou com a boca na butija, ou melhor, com as lagrimas escorrendo pelo meu rosto.
Ainda bem que era feriado e dessa vez eu tinha o Fabio comigo. Ele, de espirito leve e alma iluminada ficou tirando sarro dela o dia todo, fazendo o ambiente suportavel.

Pai- Adoro hospital. Adoro comida de hospital!
Lia- Mas eu nao posso comer...
Pai- Ainda bem. Vou comer a sua tambem!

Pai- Lia, voce acha que voce pode ficar internada ate quinta - assim eu nao preciso ir mais trabalhar essa semana? Mas nao passa de quinta, que eu nao quero perder meu fim de semana...

Lia- saco! eu nao posso comer nada. E voce pode comer.
Pai- eu nao so posso comer, mas eu tb to saudavel...

E a bichinha, que ta super fragilizada, rolava de rir e esquecia que estava trancafiada no hospital! Passamos o dia juntos, os tres, num quarto de hospital no Oriente Medio. Mais uma experiencia pro nosso caderninho.

+++++++++++++++++++++++++++++

Since our last visit to hospital (2 days ago) Lia has complained a lot of stomach pain, we already saw several doctors and they all gave the same drugs, made the same recommendations, and the pain never gave in.Today, we went to see the same doctor we saw two days ago and because the pain did not improve, he decided to admit her.My heart broke, I was desperate, so I run out the room and went to cry in the hallway. Shortly after, who came after me?That's right, Lia did! She caught me crying, with tears streaming down my face.Thankfully it was a public holiday, and this time I had Fabio me. He is light spirited and an enlightened soul, so during all day, while in hospital, he made fun of her.Fabio - I love hospitals. I love hospital food!Lia - But I can not eat ...Fabio - Good. I'll eat your too!Fabio - Lia, do you think you can stay in the hospital until Thursday - so I don't need to go to work this week? But don't stay any longer than Thursday, because I do not want to waste my weekend ...Lia - Crap! I can not eat anything. And you can eat whatever you want.Fabio -  I can eat, and I am healthy too ...

And my baby, from time to time, forgot the pain and laughed.

domingo, maio 13

De volta pra casa



Chego no aeroporto ( to voltando da Jordania, lembra?) e Fabio e as meninas estao me esperando. Fico mais do que feliz!
Anita e Lia vem correndo:
- Desde que voce saiu nos nao comemos uma unica refeicao decente.
E juro que elas estavam comemorando. Parece ate que isso e uma coisa O T I M A!
Antes de eu fazer cara feia, Fabio diz que teve que mandar consertar meu telefone, e tira um novinho do bolso. Mais uma surpresa! Ganhei o celular que eu estava querendo. Eta delicia voltar pra casa.

A noite nao consigo dormir por que a Lia esta rolando de dor de estomago.Passei a noite dormindo mal e o dia com ela no hospital. 7 horas de exames - um atras do outro. Ainda bem que o hospital estava vazio e nao houve espera.
Felizmente (?) todos os exames deram negativos mas  Lili continua com dor. Cogitaram ( e descartaram) ate apendicite.

Ai, ai, ai!

Enquanto isso, na minha casa ja nao tinha arroz, papel higienico, sabao em po, comida de cachorro, agua mineral...

Sera que isso e um recadinho pra eu nao viajar mais?

***************

As soon as I get out of the plane ( coming back from Jordan) I see Fabio and my girls waiting for me at the airport. That was a nice surprise - I thoght my friend was giving me a lift home.
The first thing Anita and Lia say to me is:
- Mum, mum, we did not have a single proper meal since you left! It was so fun...
Yep, they were celebrating. But before I had the chance to tell them all off, fabio said my phone had some problems and he had to get it fixed. For a minute I worried, but then he took a brand new, sparkling shiny phone out of his pocket.
He bought me the phone I wanted!  :-)  It feels good to come home.

Lia had stomachaches all night. I spent the night with her, trying to make her feel better. In the morning we headed to the hospital where we spent 7 hours going through all kinds of exams and having different doctors and  specialists checking on her.
Fortunately (??) all exams were negative. Lia seems to be healthy as a horse, but the pain is there. All major emergencies were discarded. I took her home.

When we got home, I found out we run out of rice, toilet paper, washing powder, dog food and mineral water.

Something telles me I should not be travelling alone.

sábado, maio 12

PARABENS!!!! HAPPY BIRTHDAY!!!!

O negócio é que a vida vez por outra nos dá uns presentes inesperados. Joga no nosso colo aquele pacotão bonito, cheio de laços de fita coloridos.
E essa blogsfera tem me aprontado dessas surpresas boas também.
Recentemente conheci duas figuras iluminadas que além de me fazer pensar, rir, chorar com os seus blogs, tem me demonstrado o maior carinho e amizade.
Mesmo de lonjão. Mesmo sem nunca termos nos encontrado ( pelo menos nessa vida).
 Bel e Ernani, vocês são DUCA! Feliz aniversário, muita birita, alegria e viagem no caminho de vocês. Beijo pro Carlos e prá Japinha que tem a maior sorte de ter vocês pör perto. Parabéns!!

***********************

From time to time life sends us unexpected gifts. I love them, as they give me an indication I am doing something right in life ( even if most people disagree).
My latest gifts came via the Blogsphere - where I met two wonderful people who happen to have their birthday on the same day!
Bel and Ernani, I am very greateful for your friendship, your sweet words and your constant presence in my cyber life.
I wish you both a world of happiness and love. You deserve it!
happy, Happy, Happy Birthday!!



sexta-feira, maio 11

Enfim as lodjinhas/ After all, I found the shops

Depois de tanta cultura, tanta historia, tanta areia e beigisse ( sim, é mesmo tudo beige na Jordânia), fomos a Madaba, onde se encontra o mosaico mais famoso do país.
Aqui está a foto do impressionante mapa da era bizantina, onde está a mais antiga representação de Israel, da Terra Santa e do Delta do Nilo.Ele fica na Igreja Greco ortodoxa St George, em Madaba.

E a pedido do manoel, do Blog do Obvio, aqui vão também, fotos das lodginhas:

After days of culture and history, I deserved some window-shopping therapy, but before we could walk around the shops, we decided to visit the bizantin mosaic at St George's church. It is an amazing work , where you can see the oldest representation of Israel, the Holy Land and the Delt od Nile.

And now, the shops



 lenços de todas as cores, para todos os gostos. Quem disse que homem não e vaidoso?

Head pieces in all colours. Who said men don't care for fashion?


The most gorgeous cups. I want them all.

Fiquei enlouquecida com as xicaras. Queria traze-las todas pra casa.


Esses ímas de geladeira nao são a cara dos bonequinhos do South Park? Marido tambem achou.

These fridge magnets look just like the South Park characters

E quem quiser aumentar a coleção de pratos...

Plates, anyone?

Os tapetes sao lindos.
I enjoyed looking at the carpets.

Ceramica aos montes

Ceramic souvenirs


and my fav arab magnets

e os meus ímas preferidos!